sexta-feira, 22 de outubro de 2010

*

Naquele momento,
em que o tempo...
não esperava,
nem a noite contava,
que não ia acabar...

O teu sorriso,
cheio de magia..
Magia que preenchia...
a insignificância de um dia,
que não esperava assim ser.

Na imensidão de qualquer coisa,
algo sem explicação..
Tu.. prendeste-me!
Sem eu conseguir controlar,
sem eu conseguir negar...
o que fizeste sentir !

Deste volta ao meu mundo,
tocaste o meu coração...
o teu olhar foi razão,
deste sentimento constante...
sufocante,
que me faz ser,
que me faz render,
como resposta. 
De quando os teus olhos prendem nos meus..
Em que tudo parece parar,
nada parece mudar..
Para que o tempo seja nosso.

E se parássemos o tempo?
Tu... Eu... Nós os dois.
esquecendo o que vem depois,
faremos do tempo, não só "tempo"...
mas aquilo que nos constrói,
que nada nem ninguém destrói,
mas que nos faz sorrir..
que nos faz amar e acreditar.

Tudo tão audaz,
mas tudo tão capaz..
de me amarrar nos braços,
de me prender a ti.
Tão veloz..
sem dar conta de ser..
E tornaste -te tanto em mim..
Preencheste um vazio...
que o meu coração não duvida,
que deste um brilho... essência...
No caminho da minha vida.

O teu abraço,
O teu beijo,
que é mais que desejo..
Fazem-me confiar...
que se me agarras a mão...
não quero explicação,
e posso acordar !

Fica por perto...
Neste rumo incerto,
que quero acertar... 
CONTIGO, 
fica COMIGO,
Sê meu abrigo,
Porque mesmo em silêncio,
Temos forças para sonhar.


RitaVilas-Boas

5 comentários:

  1. Será que posso dizer que gosto disto também??

    ResponderEliminar
  2. Vamos dizer os dois que gostamos disto, Bami :)

    ResponderEliminar
  3. Eu não gosto....Eu ADORO isto!

    ResponderEliminar
  4. olha só o power todo que eu digo que tens a dar de si : )

    ResponderEliminar